sexta-feira, junho 16, 2006

Geralmente as Senhoras são o que parecem.

"A verdade não se torna mais verdadeira porque o mundo inteiro concorda com ela, nem menos verdadeira, mesmo que o mundo inteiro discorde dela".

O meu primeiro post estava previsto ser sobre a Senhora Ministra da Educação, mas… depois de reflectir sobre o assunto entendi que não tinha matéria suficientemente clara e evidente para poder tirar conclusões com algum grau de veracidade sobre o assunto.
Não as tenho claras, as matérias, porque nunca sei sobre que fala a Senhora Ministra, se dos professores tais como eles são, tais como ela julga serem ou tais como ela é. Não sei. Mas tudo me leva a crer que se ela mesma também não sabe, deve ser a partir do seu exemplo pessoal que generaliza (o que também não abona nada em favor da sua inteligência indutiva), porque ela também se diz professora, melhor, ela é docente no Ensino dito Superior, mas não é uma Docente qualquer, é tão-só aquilo que parece ser, e o que parece, vindo de uma Senhora, geralmente é.
Tiberíades Rambam

7 Comments:

Blogger Alexandre Dias Pinto said...

Excelente exercício argumentativo e lógico-dedutivo. Tem o amigo Tiberíades razão quando afirma que o problema dos professores para a ministra (e para a opinião pública também) se equaciona em torno do binómio ser/parecer. "Aparentemente", os professores não trabalham e têm horários de luxo; "parece que" eles não estão preocupados com o sucesso dos alunos; "fica-se com a ideia" de que os docentes não são responsáveis. Afinal, trata-se de um problema epistemológico.
Continue a brindar-nos com textos como este.

6:10 da manhã  
Anonymous Ego-san said...

Ó senhor, a sua frase em epígrafe é boa. Quem a escreveu. Você não é daqueles que esconde as fontes, espero.

11:54 da manhã  
Blogger Xor Z said...

Caro Tiberíades
Sem entrar em grandes detalhes penso que é excelente amostra da fazenda. Esperamos por mais.

12:38 da tarde  
Blogger Tiberíades Rambam said...

Sem entrar em detalhes sobre os comentários responder-lhes-ei em conjunto:
A "fazenda" é a coisa pública, os grandes problemas epistemológicos têm-se resolvido com "rupturas", quanto às fontes elas são claras apesar de "ciptogeneizadas". A epígrafe é do Rambam ele próprio, o sepultado em Tiberíades.

1:44 da tarde  
Blogger Xor Z said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

4:07 da tarde  
Blogger Xor Z said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

7:33 da tarde  
Blogger Alexandre Dias Pinto said...

A julgar pelos dois posts abortados que antecedem este, devo concluir que o Tonel anda com comentadores hesitantes e autocastradores.

9:46 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home