quarta-feira, abril 19, 2006

E, agora, algo completamente diferente

Do mesmo autor lisboeta e da mesma obra atrás referida extraímos o Aviso às pessoas incautas que, é apenas uma sugestão sujeita à aprovação dos condóminos, podia, no todo ou em parte, aparecer inscrita no frontispício desta baiuca.
“Esta novela contém adultérios, homicídios, missionários e outros cirros sociais.
Almas, em flor de inocência e candura, não leiam isto que treslaca podridão de gafaria, em que forçadamente a leitora, afeita ao ar puro das regiões vizinhas do céu, há-de sentir nausear-se-lhe a alma.
Nalgumas quintas do Minho, ameaçadas de ladrões, erguem-se uns postes [vejam como se quadra] que dizem: ‘Aqui há ratoeiras’. Os ladrões, graças à instrução, lêem e passam.
Neste livro inverte-se o estilo: os salteadores da pudicícia levantam bem alto o letreiro que diz: ‘Aqui há ladrões’.
Sem o qual letreiro, este livro seria um abismo.”

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home