segunda-feira, junho 19, 2006

A vida é curiosa ou será que ainda há assalariados

A vida é curiosa!
Debaixo destas três palavrinhas encerra-se um conjunto de imagens que cada indivíduo, idiossincrasicamente, pode aplicar a si próprio visto que todos nós, num momento ou noutro da nossa existência, já proferimos a citada expressão.
Do ponto de vista filosófico ela é um manancial de significações que daria, se bem aproveitadinha, uma entrada de dicionário.
Mas serve a presente expressão para denunciar o meu assombro quando, esta semana que passou estando eu a espera de deglutir qualquer coisa à hora do meio-dia, a citada empregada de mesa me veio dizer que tinha ido, espicaçada pela curiosidade, ver quem era afinal esse Marx de quem eu lhe tinha falado.
Depois de trocarmos algumas informações em que me revelou que tinha feito a pesquisa na Internet, aproveitando eu para lhe dizer que nem todas essas notícias eram fidedignas e que a Biblioteca Municipal tinha uma boa amostra das obras do filósofo alemão, atestou-me que algumas das coisas que ele dizia ainda eram muito actuais.
No entremeio, estávamos nós a ponto de nos entranhar na questão das mais-valias quando entrou o patrão e por respeito à entidade patronal calou-se, não sem antes me dizer que gostava de continuar esta conversa em ocasião oportuna.

14 Comments:

Anonymous Malandrão said...

Faz-te à miúda, tenrinho. Não vês que ela quer o teu corpinho. O Marx é só um pretexto, pá.

9:18 da tarde  
Blogger Alexandre Dias Pinto said...

São momentos como o que relata que me fazem ainda crer na emancipação do proletariado e na consciencialização das massas populares. Eu vou continar com os 20 minutos semanais de formação ideológica à minha mulher a dias.

Proponho voltarmos à endoutrinação da classe operária. A PREC não pode estar morto, canudo.

"De pé, ó vítimas da fome..."

(Post com piscadela de olho)

9:25 da tarde  
Blogger Alexandre Dias Pinto said...

Xor Z, vá ver o post sobre Herculano do blogue Abencerragem. Recorda-se da nossa conversa sobre o Teófilo?

10:41 da tarde  
Blogger Xor Z said...

Já lá fui e deixei a minha opinião, que você já conhece. Tirei uma referência da História da Universidade e, helas, estava um bocadinho ao lado. Será azar meu?

12:01 da manhã  
Blogger Woman Once a Bird said...

Tiro, ainda assim, o chapéu (virtual, virtual) à empregada. Afinal, a conversa de circunstância transcendeu o momento. Ainda que para uma busca na net...

12:19 da manhã  
Blogger Tiberíades Rambam said...

Um dia destes estão a discutir o cristianismo como solução político-social?
"se bem me lembro" do que já li terão muitas surpresas...
ESTÁ TÃO ACTUAL...!
"Leiam a Bíblia" - Não, isto não é novo, faz parte de uns cartazes que andam por aí afixados.
O que eu digo (e que nunca mais esqueci de um professor que tive no secundário) é que "Leiam, leiam, leiam... leiam".
Mas só um pormenorzito - não soletrem apenas.
Já agora, "mais valia" é o quê?
Será a "mais valia não dizer nada...."

12:36 da manhã  
Blogger Xor Z said...

Caro Maimónides
Ando eu a ver se lêem Marx e você a dar-lhe com a Bíblia, a Bíblia... Por outro lado, o cristianismo devia ser uma solução para o problema social ou, pelo menos, tentou.
Leiam é o nome dum conto de Camilo e no caso do Cavaco Silva não dizer nada é uma mais valia.
Caro Malandrão
Ela não faz o meu género mas mande-me o seu nº de telefone que eu repasso.

9:47 da tarde  
Anonymous Malandrão said...

Manda lá o nº de telefone da tenrinha. Uma proletária é o tipo de mulher que procuro há anos.

10:42 da tarde  
Blogger Tiberíades Rambam said...

Xor Z gostei do exemplo presidencial do que é uma mais valia. Valeu. Rendo-me às evidências. Ele, o Presidente, nunca foi homem de conversa, mas de acção - é o que eu presumo da tal mais valia. Fala pouco e vê-se alguma coisa. Outros, contudo, falam muito e não se vê nada. Política!!!!
Vejo que o Cavaco começa a dar nas vistas pelas vistas.
Aguardo, com alguma, aliás com muita, curiosidade a réplica da TVI à série Norte Americana, com o Presidente de Portugal (Cavaco Silva) em protagonista "principal" (este pleonasmo foi de propósito, dá um ar intelectual à coisa), dizia eu, a réplica à série 24 horas e interpretado por... Que imaginação!!!! Não consigo um elenco, Help me please!!!!
Já agora, volto à carga. Leiam a Bíblia…
Por último Maiiii!!!! Quê?

11:46 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O caro Tiberíades tem toda a razão seu marxista primário, já viu que todos o império comunista ruiu. A Bíblia é um bom exemplo de leitura edificante. Já agora aproveito para vos dizer "seus filhos de Rousseau" que o Cavaco, embora não seja o meu ideal de político, ainda tem sido o melhor presidente que tivemos. Essa de ser uma mais valia quando está calado devia-lha meter pelo ... acima.
Mariotte Júnior

11:58 da tarde  
Blogger Xor Z said...

Caro Rambam
E ele a dar-lhe com a Bíblia e a burra a mijar. Ó homem estou a ver que é um catolicão e conhece a Nação Portuguesa de trás para a frente. Você é um brigadeiro do tempo da srª D. Maria I (como o Pinheiro Chagas). Porém, com esse nome só se for um trânsfuga.
Já agora, caro Mariotte filho, o Antigo Testamento é o exemplo acabado de livro edificante.

12:04 da manhã  
Blogger Xor Z said...

Caro malandrão esqueci-me de si. Mande você o seu nº que eu encareço-o aos olhos da proletária.

12:05 da manhã  
Blogger Tiberíades Rambam said...

Xor Z
Já agora! e que tal a Tora?
Vejo que Vexa está on line, não tem nada mais para ler? Já o topei conhecedor do Antigo Testamento, mostre-nos que sabe que existe um Novo.
Quanto ao Mariotte jr. estou plenamente de acordo. Temos um grande Presidente.
Viva o Benfica.
Não era esta a Nação Portuguesa a que se referiu Vexa???
Não conheço outra. Se você disser que eu conheço "eu nego!!!!"
Disponha Vexa. Anónimous

12:41 da manhã  
Blogger Xor Z said...

Você refinou a aptidão bushiana para saber que eu estou on-line. É claro que existe um Novo Testamento é um livro edificante e chama-se, nos tempos modernos O Capital. Bem, agora falando sério o Novo Testamento é sem dúvida um livro edificante. A Tora, devo confessar, nunca li.
Mas a que outra Nação Portuguesa eu me podia referir.
O Mariotte filhote deixe que eu trato dele.

12:52 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home