domingo, fevereiro 18, 2007

"Guatanamo é uma vergonha, mas não é problema nosso"

"Guatanamo é uma vergonha, mas não é problema nosso".
(Luís Amado, Ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal, in D.N.)
1. Somos signatários da carta duniversal dos direitos dos homens;
2. Defendemos uma cultura humanista;
3. Pertencemos ao mundo ocidental, que tanto se orgulha de defender valores humanistas e, não raras vezes, repeende culturas ou regimes que desrespeitam os direitos humanos;
4. Somos aliados dos EUA e pertemcemos à NATO;
5. Estamos, lado a lado, com as forças dos EUA, na guerra do Afeganistão e, até há bem pouco tempo, tivemos forças militares na guerra do Iraque;
6. Estamos, pelo que se ouve nos discursos oficiais, empenhados na luta contra o terrorismo.
Por tudo isto, Guatanamo é uma vergonha e é um problema nosso.
No entanto, para nós, democratas que professamos valores humanistas, todas as violações mais elementares dos direitos humanos e, sobretudo, as torturas e todo o género de barabaridades, a que os prisioneiros de Guatanamo estão sujeitos, são uma vergonha e um problema nosso.
São um problema nosso e um problema do Sr. Ministro, tanto mais que não há muito tempo, o Sr. Ministro, então Ministro da Defesa, ao discursar em Cabul, durante a visita oficial às nossas tropas, revelava total coincidência de pontos de vista com a dupla Bush/Rumsfield.
A violação dos direitos humanos em qualquer parte do mundo é, por si só, um problema nosso, Sr Ministro!
O holocausto, que matou milhões de judeus, é uma vergonha e é um problema nosso. Os campos de concentração da Ex-URSS são uma vergonha e um problema nosso, as violações na actual Cuba de Fidel são uma vergonha e um problema nosso. O massacre de Tianamen, que matou barbaramente milhares de jovens que ansiavam pela liberdade e democracia, é uma vergonha e um problema nosso. Foi por isso que fiquei chocado ao ver o Primeiro-ministro do meu País a fazer jogging , numa atitude de desrespeito pelas vitimas que pareceram nesse mesmo lugar. Não esquecemos que foram ali massacradas pelos tanques comunistas chineses milhares de jovens, que pediam apenas a democracia .
Não Sr. Ministro, nós não estamos orgulhosamente sós no mundo. Para nós, democratas e humanistas, Guatanamo, enquanto for um local de tortura, é e será sempre um problema nosso.

7 Comments:

Blogger RAA said...

Muito bem.

5:55 da tarde  
Blogger Xor Z said...

Caro Raimundo

Você esmerou-se e deu-nos um autêntico manifesto. Como sabe isto é uma cooperativa e, por conseguinte, pode ficar com o meu voto.

10:18 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

“A ninguém é dado ver por si mesmo tudo aquilo que os outros vêem.”
Tiberíades Rambam

E estes nossos governantes são a verdadeira regra e não a excepção. Será que não vêem? Claro que não. Não lhes interessa ver.Ou será que são reis em terra de cegos?!!!!

9:17 da tarde  
Blogger cinderela-dos-pes-grandes said...

Raimundo Lulio, este é um dos melhores posts que li recentemente!
Obrigada!

3:28 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Quando a actual "política" externa se resume à promoção de negócios e marketing propagandístico, com voltinhas turísticas à mistura, não era de esperar outra coisa da qualidade desta gente. E depois admirem-se com as votações no Salazar...

6:25 da tarde  
Blogger Raimundo_LULIO said...

Cara Cindy-dos-pés-grandes,

Este é o melhor elogio que recebi recentemente.

Obrigado.

7:33 da tarde  
Blogger cinderela-dos-pes-grandes said...

Caro Raimundo, é grande o elogio, mais do que parece: tenho lido MUITO POST, "recentemente"! :))

O seu post é mesmo excepcionalmente bom, no espírito e na letra!... E vou estar atenta ao blog, garanto!

12:23 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home