segunda-feira, setembro 10, 2007

Frustração

Ontem no decorrer da minha modorrenta noite, fiquei deveras surpreendido ao ouvir dizer que afinal o Moita Flores é autarca, foi o próprio que o afirmou com uma ligeireza que não pode deixar de me espantar.
Então o homem andou estes quatro últimos meses, que digo eu estes últimos anos, a produzir opiniões na pele dum criminalista e afinal é aquilo que vocês sabem. Não posso deixar de lavrar um protesto em meu nome pessoal e do povo português em geral, isto é inadmissível, estão a brincar connosco, é uma falta de respeito pelas pessoas. Agora já viram se qualquer dia o Marcelo Rebelo de Sousa se lembra de dizer que não é nada comentarista, afinal é só um professor universitário, um prof., então o homem é só um prof. diria eu e comigo o “povão, quem iria acreditar. Imaginem, ainda, que o Loureiro dos Santos (será que estou a estropiar o nome do homem?) afirmava que era só um militar, um militar diria todo o planeta, o homem é só um militar? Vejam, ainda, se o Nuno Rogeiro vem dizer que é aquilo que ele é, quem acreditaria?
Caro Moita, porque não disse antes que era um historiador, por exemplo, um historiador de doenças provocadas por crimes ou só de doenças, provocadas por qualquer coisa. Porque não disse antes que era um escritor de telenovelas, quer elas passassem, ou não, em horário nobre. Aí sim, o pessoal descansaria. Mas um gestor autárquico, um gestor autárquico?, trata duma camarazinha?, uma espécie de Santana Lopes em versão soft, por amor de Deus e eu que até sou agnóstico.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home