quinta-feira, junho 12, 2008

"The Snow Party", de Derek Mahon




Como acontece regularmente, ontem voltei à leitura dos haiku* de Basho. Disse "voltei à leitura", diria melhor voltei à contemplação dos haiku do grande mestre japonês. No meu livrinho, uma versão inglesa editada pela Penguin, os poemas comprimem-se elegantemente no centro da página em branco para depois explodirem em sentidos, sensações e deslumbramento.

Recordo apenas uma composição:


If I had the talent,
I would sing
like cherry petals falling.


Convoco para este post um lindíssimo poema do irlandês Derek Mahon em que Basho é uma personagem central. Deslumbremo-nos.



THE SNOW PARTY


Basho, coming
To the city of Nagoya,
Is asked to a snow party.

There is a tinkling of china
And tea into china;
There are introductions.

Then everyone
Crowds to the window
To watch the falling snow.

Snow is falling on Nagoya
And farther south
On the tiles of Kyoto.

Eastward, beyond Irago,
It is falling
Like leaves on the cold sea.

Elsewhere they are burning
Witches and heretics
In the boiling squares,

Thousands have died since dawn
In the service
Of barbarous kings;

But there is silence
In the houses of Nagoya
And the hills of Ise.

Derek Mahon


(* Vários especialistas indicam que haikai é a forma plural de haiku. Não a uso aqui porque as fontes que consultei não são unânimimes quanto à utilização e ao significado do termo haikai.)

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home