quinta-feira, janeiro 18, 2007

Como estoirar dinheiro e ficar a rir da miséria alheia

Li hoje num jornal que se vai gastar um milhão e meio de euros(!) na propaganda para o referendo ao aborto. É obsceno! É insultuoso! Tal facto só atesta a instrumentalização política e ideológica desta importante e seriíssima questão social. Aliás, os partidos, a Igreja e outras instituições sempre se quiseram aproveitar de forma suja desta forma de sofrimento humano.
Por outro lado, este também não é o único problema da sociedade portuguesa. E, tendo em conta que a argumentação mediática (onde este dinheiro será maioritariamente queimado) pouco peso terá no desfecho do referendo, este gasto torna-se uma vergonha. Já imaginaram o que produziria um milhão e meio de euros bem investidos (disse investidos, não disse gastos, nem desbaratados) no combate à pobreza? Este país está um circo, uma palhaçada em que todos pagam para ver os palhaços, se riem e ainda aplaudem no fim.

2 Comments:

Blogger Woman Once a Bird said...

Concordo em absoluto. E imaginemos se não estivéssemos oficialmente em crise. Um País de parvos (porque aceitamos que a crise só seja evocada quando convém ao polvo que detém o Estado) e um país de doidos.

11:53 da tarde  
Blogger alice said...

muito bem visto, alexandre. bom fim de semana.

3:32 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home