quinta-feira, julho 10, 2008

"S. Marinho de Anta, 10 de Julho de 1978"

« O erro dos homens que nos governam é cuidar, por ignorância ou proselitismo, que o nosso povo, comunitário desde os primórdios, precisa de lições de comportamento social. Desconhecem que nenhuma pregação teórica pode negar as realidades vitais, e que toda a agressão provoca uma reacção. O que eles no seu despeito doutrinário, apodam de conservantismo, não é mais do que a defesa instintiva de valores de cultura ameaçados. Valores milenários, que inculcam a liberdade escolhida por homens livres, e não outorgada por qualquer ideologia. Assumida voluntariamente e não recebida passivamente. Uma pátria é uma construção espiritual diária alicerçada no natural eterno. As reformas necessárias estão inscritas com nome na própria matriz de cada região. Quando são esquemas aplicados de fora, o rosto autêntico recusa a máscara deformadora. Também há rejeições nos corpos colectivos. »

Miguel Torga, Diário, vol. XIII.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home