segunda-feira, junho 12, 2006

Pope, coleiras e servilismo

Eis um dístico escrito por Alexander Pope e que, supostamente, estava registada na coleira de um cão:

I am His Highness’ Dog at Kew;
Pray tell me Sir, whose Dog are you?

Os cães mudam; o servilismo é eterno.
(Parece, no entanto, que o verdadeiro cavalheiro espanhol não pratica o servilismo.)

1 Comments:

Blogger Joana said...

hm... interessante... por muito que algo melodramático. Só não entendo uma coisa, estamos a criticar o servilismo enquanto uma forma de hierarquisação (logo, o desprezar de uma determinada categoria social) ou enquanto uma atitude cínica e hipócrita, da parte de quem serve? Estamos a ter pena, ou a condenar os nossos servos? Ou estaremos nós mesmos a servir sem nos apercebermos?

5:56 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home