quarta-feira, março 25, 2009

Esquerda.net adapta anúncio da Antena 1

Parecia mesmo que o polémico anúncio da Antena 1 (ver: http://www.youtube.com/watch?v=u4UTx9KJKt4) tinha sido encomendado pelo governo. É sabido que os publicitários são gente sem consciência social e política. Bom, mas lá saberão seguir as instruções do gabinete de propaganda do Sr. Sócrates e fazer da televisão e da rádio um eficaz Aparelho Ideológico do Estado.

A versão que o Bloco de Esquerda preparou do anúncio é um interessante exercício de paródia. O resultado revelou-se muito bom.

4 Comments:

Anonymous Edelweiss said...

Ainda não tinha visto o anúncio original. Muito chocante. Mas a censura também é chocante.
Ah, e consigo lembrar-me de mais uma razão para se festejar o 1º de Maio ;)
E publicidade e marketing são coisas distintas, mas as piadinhas são irresistíveis, não é verdade?
Impossível não terminar com o principal: já ninguém tem pachorra para manifestações de professores, exageraram tanto que agora já ninguém vos liga, nem que sejam obrigados a ter reuniões de avaliação aos domingos.

3:20 da tarde  
Anonymous Alexandre said...

Cara Edelweiss:

A amiga não conhece os mecanismos da censura. A censura é exercida por um governo ou pela opinião dominante ou por quem tem "a faca e o queijo na mão". E esses exercem-na sobre quem é minoritário ou não tem poder ou ainda não tem voz. Daí que não se possa dizer, por exemplo, que, antes de 74, a oposição perseguida "censurasse" o governo de Salazar porque denunciava os actos prepotentes do Estado Novo. O que sucedia é o contrário: protesto é diferente de censura.

De facto, ninguém censurou o anúncio da Antena 1. Protestou-se, sim, contra esta peça publicitária porque veiculava uma mensagem cara ao Executivo de Sócrates e a quem gosta do autoritarismo e da voz única. Isto porque dá jeito a Sócrates e aos empresários que se veja negativamente o protesto, a reivindicação e a liberdade de expressar e de exercer a cidadania. (Lá voltamos à velha palavra.)

Por outro lado, a amiga tem mesmo complexo de perseguição. Acha que tudo o que eu digo tem que ver consigo? Esse egocentrismo ameaça tornar-se solipsista! Falei em publicidade, não em marketing. É sabido que os publicitários são gente de baixa formação; na opinião de muitos, são na maioria os publicitários são pessoas com uma criatividade baixíssima e com trabalho ao nível do medíocre (veja o que é a publicidade em Portugal). QED.

Por fim, lá volta a Edelweiss ao seu solipsismo. Então acha que um grupo profissional se manifesta para agradar ao buguesinho e ao socratinho? Acha que nós, professores, nos preocupamos se a opinião pública está de acordo connosco? Vai na volta, a amiga ainda acha que, em futuros actos de protesto, devemos entregar-lhe a si o pedido de manifestação para ser aprovado em lugar de o enviar ao Governador Civil.

Sempre a considerá-la.

Alexandre Dias Pinto

4:35 da tarde  
Anonymous Edelweiss said...

Amigo: venha ter comigo nas férias da Páscoa que resolvemos isto à bengalada.
P.S. - excelente ideia, a de me entregarem para aprovação os pedidos de manifestações, comícios, ajuntamentos, maratonas, marchas populares, e last but not least, o desfile de Pais Natais no Porto.
P.P.S. - mais 15 dias de férias, não é? Depois dizem que trabalham muito, coitados.

4:53 da tarde  
Anonymous Alexandre said...

O que são 15 dias de férias para quem tem férias todo o ano e para o resto da vida. Eh eh eh.

5:04 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home